Pedágio para moto pode chegar a todas as praças de SP

RICARDO VALOTA - Agencia Estado

SÃO PAULO - Ao ser recebido ontem pela Comissão de Transportes e Comunicações da Assembleia Legislativa de São Paulo (AL-SP) para falar sobre as ações e os investimentos da Secretaria dos Transportes, o secretário estadual Mauro Arce citou o atual sistema de cobrança de pedágio para motos em algumas das rodovias paulistas. Ele afirmou que deve ser preparada uma alteração no decreto que trata das praças de pedágio. As novas concessões já cobram a tarifa, que deve ser estendida a todas as praças existentes no Estado, seguindo os mesmos 50% em relação ao que é cobrado de veículos de passeio.

Arce concordou que o sistema atual de cobrança é problemático, pois é difícil para o condutor efetuar o pagamento por conta dos equipamentos de segurança. O secretário prometeu avaliar um sistema automático de cobrança em todas as rodovias estaduais. O dinheiro arrecadado seria utilizado em investimentos para a segurança nas estradas. O pedágio cobrado atualmente das motos, num valor 50% do que é cobrado dos carros, segundo Arce, ocorre em razão dos altos índices de acidentes com o veículo, geralmente com vítimas fatais.

Postagens mais visitadas deste blog

Motoqueiros investem em criatividade para se proteger do Sol