Número de falências de empresas registra alta de 56% em fevereiro

O número de falências decretadas subiu 56% entre janeiro e fevereiro, passando de 41 para 64 registros, segundo dados divulgados pela Serasa Experian nesta quinta-feira (10).

Do total das falências do mês passado, 60 decretos foram de micro e pequenas empresas, duas de médias e duas de grandes incorporações.

Segundo os economistas da Serasa Experian, a política monetária, agora mais restritiva, está impactando as finanças das empresas, sobretudo daquelas que estão mais endividadas.

Na comparação com fevereiro do ano passado, o número de empresas que tiveram a falência decretada chegou a 53. Dessas, 47 eram micro e pequena empresa, cinco eram médias e apenas uma era classificada como grande empresa.

Requerimentos
Quanto ao processo de falências requeridas, o indicador constatou leve aumento em fevereiro deste ano (134 requerimentos), frente a janeiro (131 requerimentos). Na comparação com fevereiro de 2010 (157 requerimentos) houve queda.

Nesse quesito, as MPEs foram responsáveis por 94 pedidos no mês passado; as médias empresas por 34; e as grandes empresas por seis requerimentos.

“As micro e pequenas empresas são mais sensíveis à elevação dos custos financeiros. Da mesma forma, essas empresas apresentam evolução nas recuperações judiciais requeridas em todos os períodos de comparação”, analisam os economistas da Serasa.

Recuperações
No mês passado, os pedidos de recuperação judicial aumentaram 39,13%, passando de 23, verificados em janeiro, para 32 um mês depois. Desse total, 23 requerimentos foram de MPEs.

Com relação às recuperações judiciais deferidas, foram 25 em fevereiro, contra 20 em janeiro. Na comparação anual, fevereiro do ano passado registrou 18 deferimentos.

No último mês, houve 14 concessões de recuperação judicial e nenhuma recuperação extrajudicial foi requerida ou homologada no mês passado.

FONTE: InfoMoney

Postagens mais visitadas deste blog